Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Tempo real

O DEM parece, enfim, ter se dado conta de que a campanha para 2014 ganhou velocidade de cruzeiro. Amanhã, o partido fará na Câmara o lançamento do promessômetro, um site em que avaliará quais promessas feitas por Dilma Rousseff em 2010 ganharam forma e conteúdo. Convidados, Aécio Neves, que confirmou presença, e Eduardo Campos, que […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 06h27 - Publicado em 16 abr 2013, 17h39

A oposição reage

O DEM parece, enfim, ter se dado conta de que a campanha para 2014 ganhou velocidade de cruzeiro. Amanhã, o partido fará na Câmara o lançamento do promessômetro, um site em que avaliará quais promessas feitas por Dilma Rousseff em 2010 ganharam forma e conteúdo. Convidados, Aécio Neves, que confirmou presença, e Eduardo Campos, que ainda não respondeu.

O primeiro balanço dos Democratas mostra: dos 257 compromissos assumidos pela presidente na ocasião, apenas 91 deles podem ser quantificados – o restante tratam-se de sinalizações não mensuráveis, como promessas de aprimoramentos, aumentos de eficiência em determinadas áreas e etc.

O primeiro tópico a ser atacado por Ronaldo Caiado e companhia cairá no peito de Alexandre Padilha. De acordo com o DEM, Dilma prometeu investir 1 bilhão de reais para entregar 500 Unidades de Pronto Atendimento até 2014, mas passados dois anos (metade do trajeto), foram construídas somente 47 unidades, com investimentos de 53 milhões de reais.

Continua após a publicidade

Resta saber como o arsenal de parlamentares governistas fará para reduzir, semana pós semana, os abismos entre as promessas e ações expostos pelo oposição.

Publicidade