Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sem crise para o JBS

O tema era o avanço do agronegócio no Brasil. Mas o presidente da controladora do JBS, Joesley Batista, foi sabatinado sobre suas relações com o governo em debate encerrado há pouco no seminário promovido pela revista The Economist. Garantiu que não é “campeão nacional”, mas sim que multiplicou os  recursos tomados de empréstimos do BNDES, por […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h13 - Publicado em 27 out 2015, 11h35
Joesley: por cima da carne seca

Joesley: por cima da carne seca

O tema era o avanço do agronegócio no Brasil. Mas o presidente da controladora do JBS, Joesley Batista, foi sabatinado sobre suas relações com o governo em debate encerrado há pouco no seminário promovido pela revista The Economist.

Garantiu que não é “campeão nacional”, mas sim que multiplicou os  recursos tomados de empréstimos do BNDES, por meio de uma boa gestão. “Não há dinheiro que sobreviva a incompetência”, disse.

Além disso, teve que responder sobre as doações polpudas da empresa à campanha presidencial e sobre a proibição de contribuições privadas pelo STF. “Respeitamos as leis, mas é preciso ver que não foi dada uma alternativa [aos financiamentos] ainda”, argumentou.

Sobre a crise, foi enfático: “Para nós, 2015 está sendo um dos melhores anos da história”.

Continua após a publicidade
Publicidade