Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sem cobranças

Desde que foi designado relator da união homoafetiva no Supremo, Carlos Ayres Britto não recebeu qualquer telefonema ou pedido de entidades religiosas para votar contrário à ação. Britto, ministro de formação católica, tem por hábito comungar nas missas.

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 12h04 - Publicado em 6 Maio 2011, 21h31

Desde que foi designado relator da união homoafetiva no Supremo, Carlos Ayres Britto não recebeu qualquer telefonema ou pedido de entidades religiosas para votar contrário à ação. Britto, ministro de formação católica, tem por hábito comungar nas missas.

Publicidade