Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Salles chama ação da PF contra ele de ‘desnecessária’

Ministro do Meio Ambiente, investigado por atuação num esquema de contrabando de madeira, disse que ação ordenada pelo STF foi 'exagerada'

Por Robson Bonin Atualizado em 19 Maio 2021, 13h43 - Publicado em 19 Maio 2021, 14h03

Ricardo Salles foi até a Superintendência da Polícia Federal nesta quarta para buscar informações sobre a operação deflagrada pela instituição.

Como o Radar mostrou mais cedo, os agentes foram às ruas para apreender celulares, computadores e outras provas relacionadas ao suposto esquema de corrupção gestado no Ministério do Meio Ambiente que teria o envolvimento do próprio Salles e de dez servidores do Ibama e da pasta.

O ministro do Meio Ambiente foi ao Planalto na sequência para se reunir com Jair Bolsonaro. Ele falou aos jornalistas durante uma agenda do governo. “Faço aqui uma manifestação de surpresa com essa operação que eu entendo exagerada, desnecessária. Não só o ministro, como todos os citados e incluídos nessa investigação estiveram sempre à disposição da Justiça para esclarecer as questões”, diz Salles.

Publicidade