Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Publicação de planos de saúde plagia nome de programa de Lula

Lançado com pompa em Brasília, o"Mais saúde", da Fenasaúde", contou com a presença de autoridades do governo Bolsonaro.

Por Evandro Éboli Atualizado em 30 jul 2020, 19h22 - Publicado em 24 out 2019, 17h42

Meca dos grandes planos de saúde, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde) lançou nesta quinta em Brasília a publicação “Mais saúde – uma nova saúde suplementar para mais brasileiros”.

Não teve, gente da área, que deixou de notar o plágio, ou semelhança acidental descuidada, do programa “Mais Saúde”, do governo Lula, lançado em 2007. Com uma diferença : o do petista visou a melhoria do sistema de saúde na rede pública, reforçando o SUS. O ministro à época era José Gomes Temporão.

A proposta da entidade é ampliar o número de usuários dos planos.

Duas autoridades de peso do governo Jair Bolsonaro compareceram ao evento: o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o secretário da Previdência, Rogério Marinho, que foi relator do projeto dos planos na Câmara.

Além de ministro da área, Mandetta tem uma filha que advoga para planos de saúde.

 

Continua após a publicidade
Publicidade