Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PSOL pede ao STF que apure revelações sobre contas falsas dos Bolsonaros

Facebook removeu 73 contas e pede ao tribunal para que provas sejam preservadas

Por Evandro Éboli Atualizado em 9 jul 2020, 08h31 - Publicado em 9 jul 2020, 06h13

A bancada do PSOL protocolou na noite de ontem petição no STF pedindo o compartilhamento do material levantado pelo Facebook e que os fatos sejam apurados no âmbito do inquérito no tribunal, que investiga propagação de fake news.

“Como é público e notório, tramita neste STF um inquérito que investiga exatamente a disseminação de notícias falsas por pessoas próximas do Presidente da República, que tem como uma das finalidades a de destruir reputações de adversários políticos e ex-aliados”, diz o pedido do PSOL.

ASSINE VEJA

Governo Bolsonaro: Sinais de paz Leia nesta edição: a pacificação do Executivo nas relações com o Congresso e ao Supremo, os diferentes números da Covid-19 nos estados brasileiros e novas revelações sobre o caso Queiroz
Clique e Assine

O partido diz que é preciso investigar quem financiou essas ações e se o gasto não foi feito com recursos públicos.

O PSOL pede a Alexandre Moraes que as revelações divulgadas pelo Facebook, que removeu 73 contas falsas ligadas a integrantes do gabinete de Jair Bolsonaro, seus filhos e aliados, sejam juntadas no inquérito das fake news.

“Dada a gravidade dos fatos, solicitamos busca e apreensão de todas as provas e indícios nas investigações em curso que envolvam os fatos narrados na presente petição com a urgência que se faz necessária, diante da possibilidade de ocultamento e destruição de provas”, afirma o documento.

Continua após a publicidade
Publicidade