Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PSDB filia 65 prefeitos e arremata deputado do PSL em SP

Ex-partido de Bolsonaro tem sofrido sucessivas baixas na Assembleia Legislativa de São Paulo

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 15 jul 2021, 12h13 - Publicado em 15 jul 2021, 12h30

O evento do PSDB que filiou 65 prefeitos em São Paulo, na última quarta, arrematou também um deputado estadual do PSL para a legenda.

Com a chegada de Adalberto Freitas ao PSDB, a bancada tucana na Assembleia Legislativa de São Paulo volta a ser uma das mais numerosas da Casa, com 10 deputados, ao lado do PT, também com dez.

O clima foi voltados às eleições do ano que vem. O pré-candidato ao governo, Rodrigo Garcia, voltou a falar sobre a capacidade de ‘renovação’ do partido no estado e elogiou o nome de João Doria à presidência.

O PSL, que em 2018 elegeu um recorde de 15 deputados, permanece a maior bancada na Alesp, com onze cadeiras, mas tem sofrido sucessivas baixas — e tudo indica que a tendência é de encolhimento, sobretudo com a ‘limpa’ que o partido tem feito nos bolsonaristas.

Gil Diniz, Douglas Garcia e Valéria Bolsonaro foram expulsos da legenda no ano passado e, agora, a próxima na mira deve ser a deputada Letícia Aguiar.

Nos bastidores, também especula-se sobre a vontade de Janaína Paschoal de deixar o partido.

Continua após a publicidade
Publicidade