Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Plano de demissão da Petrobras tem 6 100 adesões

O Programa de Demissão Voluntária (PDV) da Petrobras alcançou 6.100 adesões até esta quinta (25). Lançado em abril, tem previsão de ser encerrado no próximo dia 31. A expectativa inicial era de que o programa alcançasse 12.000 empregados. A iniciativa faz parte de um enxugamento de gastos promovido pelo atual presidente da Petrobras, Pedro Parente.  Ele é […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h01 - Publicado em 25 ago 2016, 16h50

Petrobras

O Programa de Demissão Voluntária (PDV) da Petrobras alcançou 6.100 adesões até esta quinta (25). Lançado em abril, tem previsão de ser encerrado no próximo dia 31. A expectativa inicial era de que o programa alcançasse 12.000 empregados.

A iniciativa faz parte de um enxugamento de gastos promovido pelo atual presidente da Petrobras, Pedro Parente.  Ele é válido para a Petrobras controladora, que tem hoje 57.046 empregados.

De acordo com a Petrobras,  o custo previsto para a implantação do atual PDV é de R$ 4,4 bilhões, e a economia estimada é de R$ 33 bilhões nos próximos quatro anos.

 

Atualização às 20h49: A Petrobras ligou para a coluna a fim de reforçar que o número de 12 000 empregados não era uma meta, mas uma estimativa.

Continua após a publicidade
Publicidade