Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pior desempenho da América Latina

O conhecido estresse entre mercado de ações e governos petistas tem agora uma medida em números. De acordo com uma pesquisa inédita da Economatica, durante os governos do PT o Brasil teve o pior desempenho entre todas as principais bolsas da América Latina. A valorização do Ibovespa entre janeiro de 2003, quando Lula assumiu, e […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h34 - Publicado em 3 jul 2014, 13h13
Em baixa

Em baixa

O conhecido estresse entre mercado de ações e governos petistas tem agora uma medida em números. De acordo com uma pesquisa inédita da Economatica, durante os governos do PT o Brasil teve o pior desempenho entre todas as principais bolsas da América Latina.

A valorização do Ibovespa entre janeiro de 2003, quando Lula assumiu, e ontem foi de 8,2%. Neste período, as bolsas de Peru, Argentina, México e Chile se valorizaram, respectivamente, 21%, 14,1%, 13,9% e 8,8%.

Entre 1995 e 2002, período em que FHC, comandou o Brasil, a valorização foi menor, 3,1’%, mas ainda assim o Brasil teve o melhor desempenho da região. Neste período, todas as outras bolsas da América Latina registraram fortes desvalorizações.

Continua após a publicidade
Publicidade