Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pezão: PCC tenta assumir o controle da Rocinha desde 2016

Reunião na Associação Comercial do Rio

Por Gabriel Mascarenhas 12 mar 2018, 08h26

Luiz Fernando Pezão dissertou sobre a dramática situação da segurança pública fluminense durante um encontro com empresários da Associação Comercial do Rio, na quinta (08).

E, mais uma vez, ele admitiu a incapacidade de seu governo em conter a violência no estado.

Pezão confidenciou que as forças de seguranças do Rio sabem que o PCC (Primeiro Comando da Capital), facção criminosa de São Paulo e a mais poderosa do país, vem fazendo investidas para assumir o controle da Rocinha desde 2016.

Em tom de desabafo, Pezão admitiu ao empresariado ter plena consciência de que as Forças Armas teriam mais o que fazer do que tomar para si a missão de combater a barbárie fluminense.

“Eu sei que não é o papel das Forças Armadas (atuar no Rio), mas eles têm que nos auxiliar. Nós temos três comandos e milícia aqui dentro disputando território. Na Rocinha estamos lutando há um ano, um ano e meio para o PCC não entrar aqui”, concluiu um governador nas cordas.

 

Continua após a publicidade
Publicidade