Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pacheco obtém apoio do PDT e fica próximo de vitória no primeiro turno

Agora, chegam a 9 os partidos que estão na aliança de apoio ao senador de Minas

Por Evandro Éboli Atualizado em 14 jan 2021, 12h19 - Publicado em 14 jan 2021, 12h20

A aliança em apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) só ganha força. O PDT, com três senadores na Casa, decidiu pela adesão ao parlamentar de Minas Gerais.

Assim, ao menos no papel, Pacheco alcança os 41 votos que já asseguram sua vitória, sem necessidade de uma disputa no segundo turno.

Mas, como o voto é secreto, é uma incógnita a fidelidade dos senadores das legendas pró-Pacheco. Certo é que seu nome  desponta como favorito.

Os três senadores do PDT são Acir Gurgacz (RO), Cid Gomes (CE) e Weverton Rocha (MA).

“O Brasil vive um momento difícil e tem pela frente a complicada tarefa de reencontrar o rumo correto para superar o desafio de conter a pandemia de coronavírus, proteger a população, recuperar a economia, estabelecer um mínimo de justiça social, garantir a estabilidade institucional e democrática e preparar um clima saudável e equilibrado para as eleições de 2022” anunciou o PDT, em nota. 

O PDT considera que o senador Rodrigo Pacheco reúne as características acima citadas e, portanto, tem as melhores condições de liderança para exercer o papel de presidir a Casa”.

Agora, Pacheco tem o apoio do DEM, PL, PP, Pros, Republicanos, PSD, PT, PSC e PDT.  

Continua após a publicidade
Publicidade