Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os movimentos de Aldo

Enquanto os concorrentes realizam almoços e jantares para angariar apoio na campanha pela vaga no TCU, Aldo Rebelo segue tom bem mais discreto. Marca conversas individuais, conquista votos fazendo “trabalho de formiguinha”. E Aldo tem motivos para acreditar na estratégia: quando virou presidente da Câmara – entre 2005 e 2007 –, percorreu exatamente o mesmo […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 10h45 - Publicado em 16 set 2011, 16h31

Enquanto os concorrentes realizam almoços e jantares para angariar apoio na campanha pela vaga no TCU, Aldo Rebelo segue tom bem mais discreto. Marca conversas individuais, conquista votos fazendo “trabalho de formiguinha”.

E Aldo tem motivos para acreditar na estratégia: quando virou presidente da Câmara – entre 2005 e 2007 –, percorreu exatamente o mesmo roteiro de discrição. Ciente dos adversários que tem na disputa, ele mantém discurso franciscano:

— É uma questão de estilo. Mas não meto medo em ninguém e nem é para ter medo.

Publicidade