Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os meses onde a pandemia mais cobrou a saúde mental dos brasileiros

Serviço Psicólogo na Tela saiu de 115 atendimentos realizados em janeiro e foi para mais de 13.000 em outubro

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 26 jan 2021, 09h46 - Publicado em 26 jan 2021, 08h32

Dados dos atendimentos presenciais e remotos da SulAmérica apontam que os meses de julho e agosto foram os que apresentaram o maior número de consultas de psiquiatria e psicologia, com aumento de 75% em relação ao período anterior (maio e junho de 2020). O perfil mais atendido do programa Única Mente foi o de mulheres na faixa etária de 26 a 46 anos (+ de 70%) com ansiedade e depressão em suas mais diversas apresentações.

No ano passado, foram mais de 88.000 atendimentos realizados por meio do teleatendimento, serviço no qual é possível agendar sessões de terapia por videochamada diretamente com profissionais da rede referenciada. O salto na procura mensal do serviço Psicólogo na Tela chama atenção: saiu de 115 atendimentos realizados em janeiro e foi para mais de 13.000 em outubro, mês de pico de utilização do serviço em 2020. A maioria das motivações sinalizadas pelos pacientes foram ansiedade, depressão e estresse.

A SulAmérica registrou receita operacional de R$ 22,3 bilhões em 2019 e conta hoje com 7 milhões de clientes por meio de produtos e serviços de saúde, previdência e investimentos.

Publicidade