Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O tenso dia em que Bolsonaro quase deu adeus ao teto de gastos

Muitos ministros tiveram trabalho dobrado nesta semana para evitar que o presidente liberasse a boiada -- Guedes principalmente

Por Robson Bonin Atualizado em 4 mar 2021, 18h38 - Publicado em 5 mar 2021, 08h20

Na quarta, quando o Senado ameaçou tirar o Bolsa Família do teto de gastos com o apoio de Bolsonaro — algo sagrado a Paulo Guedes –, o desastre só foi contido após o ministro interceder pessoalmente junto ao presidente.

“Na hora H, Bolsonaro escolheu ouvir o Guedes”, diz um senador.

Quem acompanhou a crise dentro e fora do governo, diz que foi um daqueles momentos capitais na relação do ministro da Economia com o presidente. Bolsonaro, apesar de ter deixado a festa fura-teto rolar a tarde inteira, no final, ficou com Guedes.

Publicidade