Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O incômodo da Odebrecht com Barroso

Executivos enxergam incongruências no discurso

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 6 dez 2017, 18h48 - Publicado em 4 dez 2017, 16h22

A cúpula da Odebrecht torce o nariz a cada vez que Luís Roberto Barroso expõe suas ideias sobre as relações entre grandes empresas e parlamentares.

Os executivos juram que, quando o atual ministro do Supremo prestava serviços à construtora, ele pensava muito diferente a respeito do tema.

Segundo essa turma, o vice-presidente jurídico, Maurício Ferro, e o ex-presidente Newton de Souza não a deixa mentir.

(Atualização: A assessoria da Odebrecht entrou em contato para informar que Mauricio Ferro e Newton de Souza jamais viram  incoerências nos pronunciamentos do ministro Barroso).

Continua após a publicidade

Publicidade