Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O futuro de Tabata e dos dissidentes levados ao purgatório do PDT

Tabata Amaral e mais sete parlamentares foram afastados das funções de representação do partido -- no final do processo, ninguém deve ser expulso

Depois de Ciro Gomes travar uma guerra pública contra Tabata Amaral e os deputados do partido que votaram a favor da reforma da Previdência, a decisão da cúpula pedetista de enviar o grupo ao “purgatório” — afastando todos de suas funções de representação partidária por 60 dias — tornou-se inevitável, avalia um interlocutor das lideranças do partido.

O PDT, lembra esse interlocutor, fez o mesmo durante o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. No final daquela novela, no entanto, só um deputado, o gaúcho Giovani Cherini, foi expulso — porque quis. O mesmo deve ocorrer agora.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s