Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Novo juiz da Lava-Jato, Luiz Antonio Bonat retoma ação contra Mantega

Ação estava suspensa por liminar acolhida pelo STF

Por Ernesto Neves 8 mar 2019, 16h33

Dois dias após assumir os processos da 1ª instância da Lava-Jato no Paraná, o juiz Luiz Antônio Bonat retomou a ação penal contra Guido Mantega

Nesta ação, Mantega é acusado pelo MPF trocar duas medidas provisórias que beneficiaram a Braskem, que pertence à Odebrecht, por uma propina de R$ 50 milhões.

O caso ficou paralisado por cinco meses. Isso porque a defesa de Mantega entrou com uma liminar no STF para suspender seu andamento.

A justificativa era de que tratava-se de um caso que deveria ser julgado pela Justiça Eleitoral.

Na época, Toffoli concordou, e estendeu a suspensão da ação também aos marqueteiros Mônica Moura e João Santana.

No caso de Mônica Moura e João Santana, a ação fica suspensa porque eles já alcançaram o limite de condenação previsto no acordo de colaboração premiada.

O juiz pediu para que o MPF manifeste sua posição sobre Marcelo Odebrecht, que também é réu nesta ação e colaborador da justiça.

 

Continua após a publicidade
Publicidade