Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Netflix diz que, se necessário, também vai reduzir velocidade no Brasil

Medida evita a sobrecarga da rede

Por Manoel Schlindwein - 20 mar 2020, 13h45

Logo após a Netflix concordar em diminuir a velocidade na Europa para garantir o acesso da população local à internet, a empresa disse que, caso necessário, pode tomar a mesma medida no Brasil.

“Começamos com a Europa, dadas as preocupações relatadas pelo comissário sobre as redes europeias. Continuaremos a trabalhar com provedores de serviços de Internet e governos de todo o mundo e aplicaremos essas mudanças conforme necessário em outros lugares”, diz a íntegra da nota da Netflix.

A diminuição da qualidade das transmissões deve reduzir em 25% o tráfego de dados da empresa no continente. A medida contribui para evitar uma sobrecarga na rede, uma vez que a recomendação dos governos é de que as pessoas fiquem em casa por conta da pandemia.

A iniciativa partiu de uma reunião entre o comissário europeu de mercado interno Thierry Brenton e o CEO da Netflix Reed Hastings. Lá, o Youtube decidiu tomar a mesma providência e reduzir a qualidade do streaming.

Publicidade