Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Na frigideira

Aloizio Mercadante e Fernando Pimentel frustraram os planos de Alessandro Teixeira, o ex-presidente da Apex próximo de Dilma Rousseff que tentava voltar a presidir a agência. Os dois se juntaram e fizeram chegar aos ouvidos de Armando Monteiro informações que minaram as chances de Teixeira. Primeiro, Mercadante espalhou que Teixeira foi o responsável pelo loteamento […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 02h20 - Publicado em 14 jan 2015, 10h32
Teixeira: queimado por Mercadante e Pimentel

Teixeira: queimado por Mercadante e Pimentel

Aloizio Mercadante e Fernando Pimentel frustraram os planos de Alessandro Teixeira, o ex-presidente da Apex próximo de Dilma Rousseff que tentava voltar a presidir a agência. Os dois se juntaram e fizeram chegar aos ouvidos de Armando Monteiro informações que minaram as chances de Teixeira.

Primeiro, Mercadante espalhou que Teixeira foi o responsável pelo loteamento político da Apex, nomeando diversos apadrinhados. Seguindo a argumentação de Mercadante, seria ruim para a imagem de Armando escolher alguém com esse perfil diante do discurso do Planalto de nomeações técnicas.

Já Pimentel o queimou dizendo que Teixeira tentou derrubá-lo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior quando foi seu secretário-executivo.

Em maio de 2013, Pimentel foi desautorizado por Dilma ao tentar exonerar Teixeira da secretaria-executiva do ministério sem consultá-la. Depois, Teixeira foi nomeado assessor especial da presidente e integrou a coordenação da campanha de reeleição.

Continua após a publicidade
Publicidade