Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MP: Roseana, agora, é ficha suja

O Ministério Público Eleitoral mudou de opinião: agora Roseana Sarney é ficha suja. A vice-procuradora geral Eleitoral, Sandra Cureau, enviou ontem à noite parecer ao TSE em que concorda em barrar a candidatura à reeleição de Roseana ao governo do Maranhão. Motivo: o TRE/MA condenou-a em dezembro do ano passado por propaganda antecipada, o que, […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 14h24 - Publicado em 30 ago 2010, 12h12

O Ministério Público Eleitoral mudou de opinião: agora Roseana Sarney é ficha suja. A vice-procuradora geral Eleitoral, Sandra Cureau, enviou ontem à noite parecer ao TSE em que concorda em barrar a candidatura à reeleição de Roseana ao governo do Maranhão.

Motivo: o TRE/MA condenou-a em dezembro do ano passado por propaganda antecipada, o que, segundo o MP, tornou-a inelegível até 2016. Para Cureau, é “irrelevante” o fato de a candidata já ter pago os 5 000 reais de multa da punição.

O curioso é que a procuradora Eleitoral do Maranhão, Carolina Höhn, teve entendimento diverso de Cureau. Quando falou pelo Ministério Público durante a sessão do TRE que absolveu a candidata, Carolina considerou-a ficha limpa.

Não foi a procuradora, portanto, que levou o caso de Roseana para o TSE. Coube a Aderson Lago, autor do processo de impugnação da candidata, fazê-lo.

Só que, antes, a defesa de Roseana havia movido um recurso no próprio TRE para multar ou até mesmo prender Aderson por ter movido a ação. O argumento frustrado: ele, por ser candidato a deputado federal, não teria legitimidade para impugnar outra candidata. Aderson é primo de Jackson Lago, adversário de Roseana. Foi por causa dessa batalha que o processo só chegou ao TSE no sábado à tarde.

Continua após a publicidade
Publicidade