Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministro de Bolsonaro usa positivo de Queiroga para criticar Butantan

"Quem deveria pagar as diárias de Queiroga em Nova York, o governo federal ou o fabricante das vacinas e da máscara?", questiona Gilson Machado

Por Gustavo Maia Atualizado em 23 set 2021, 15h16 - Publicado em 23 set 2021, 15h10

Ministro do Turismo do governo de Jair Boslonaro, Gilson Machado decidiu usar o teste positivo de Marcelo Queiroga, o chefe da Saúde, para alimentar a guerra política do governo contra João Doria e a CoronaVac, a vacina desenvolvida pela China em parceria com o Instituto Butantan.

“Quem deveria pagar as diárias de Queiroga em Nova York, o governo federal ou o fabricante das vacinas que ele tomou e da máscara que ele usou?”, questionou Machado ao Radar.

Queiroga testou positivo para Covid-19 na terça-feira, depois de ter tomado as duas doses da CoronaVac. É ponto pacífico para todos no país que nenhuma vacina contra a Covid-19 promete impedir a contaminação pela doença, e sim minimizar a gravidade de seus efeitos, o que a CoronaVac realiza com sucesso em todos os lugares onde é aplicada.

A vacina do Instituto Butantan, a primeira aplicada no país, foi uma conquista de Doria enquanto Bolsonaro boicotava a compra de imunizantes. Daí o ímpeto do presidente e de ministros do governo para desqualificá-la.

Continua após a publicidade
Publicidade