Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministro da Justiça irrita Temer

Presidente está convencido de que seu auxiliar falou mais e antes do que deveria

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 19 abr 2018, 09h28 - Publicado em 19 abr 2018, 09h27

Torquato Jardim deve abrir o olho: seu chefe tem certeza de que ele pisou na bola essa semana.

O ministro da Justiça pediu a Carlos Marun para convencer Michel Temer a demitir o presidente da Funai, Franklimberg Ribeiro de Freitas, que nunca desceu na goela de Torquato.

Ao saber que a bancada ruralista também estava pedindo a cabeça de Freitas, o emedebista sinalizou que acolheria os apelos e  exoneraria a figura.

Horas depois, alguns veículos de imprensa começaram a publicar a troca de comando da Funai. Temer, porém, ainda não havia demitido Freitas.

Resultado: o presidente atribuiu o vazamento precipitado da informação a Torquato Jardim e está irritado com o ministro até agora.

Continua após a publicidade
Publicidade