Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MP denuncia prefeito e ex-prefeito de Atibaia por corrupção

Envolvidos teriam desviado dinheiro público por meio de pagamentos que somam 1,25 milhão de reais, entre 2011 e 2014

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 1 jul 2021, 17h10 - Publicado em 1 jul 2021, 16h10

O Ministério Público de São Paulo denunciou o prefeito de Atibaia (66 km de SP), Emil Ono (PSD-SP), o ex-prefeito Saulo Pedroso e outras cinco pessoas por corrupção, improbidade e desvio de recursos públicos.

De acordo com a denúncia apresentada à Justiça Estadual, as irregularidades teriam ocorrido entre 2011 e 2014.

Todos os envolvidos teriam fraudado licitação de obra que terminou por escolher a empresa Loc Maq, locadora de equipamentos de construção civil.

Os denunciados, segundo o MP-SP, trabalharam em conluio com a empresa, aumentando o prazo de obras sem justificativa e firmando contratos cujos serviços não foram feitos, apesar de “pagos e prorrogado o prazo para a conclusão da obra”.

No total, os envolvidos teriam desviado dinheiro público por meio de pagamentos que somam 1,25 milhão de reais.

Continua após a publicidade

O documento também descreve as funções que cada um teria executado frente ao esquema.

Em 2012, Saulo Pedroso era presidente da Câmara Municipal e, no mesmo ano, foi eleito prefeito, ocupando o cargo por dois mandatos, até 2020.

Já Emil Ono, que também era vereador, passou a ocupar a presidência do Legislativo municipal com a saída de Pedroso e, nos anos seguintes, ocupou o cargo de Secretário de Governo, no gabinete de Pedroso e, depois, de vice-prefeito.

Emil Ono foi eleito prefeito de Atibaia em 2020.

Caso a denúncia seja recebida pela Justiça, os citados se tornarão réus e responderão a processo.

Continua após a publicidade

Publicidade