Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Maia usa discurso anti-Lula em favor da reforma da Previdência

Para presidente da Câmara, uma economia fraca é tudo o que o petista precisa para chegar mais forte em 2018

Por Gabriel Mascarenhas 4 dez 2017, 17h31

Durante a reunião organizada por Michel Temer, domingo, no Palácio Jaburu, Rodrigo Maia apelou ao maior temor dos líderes da base aliada para pedir empenho na busca de votos favoráveis à reforma da Previdência.

Ele construiu o raciocínio de que, se as mudanças propostas pelo governo não passarem, a economia não reagirá. Esse cenário de instabilidade, segundo presidente da Câmara, fortalecerá Lula em 2018 contra qualquer outro candidato.

Talvez, o deputado até tenha razão, embora ele tenha sido mais preciso na quinta-feira, quando disse numa entrevista que “falta muito voto” para aprovar as alterações nas regras previdenciárias.

Publicidade