Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça tenta notificar Collor em ação que pede exame de DNA

Mulher de 55 anos, que seria irmã do senador, processa os herdeiros de Arnon de Mello para obter sua parte na milionária herança

Por Robson Bonin Atualizado em 25 nov 2021, 18h10 - Publicado em 26 nov 2021, 06h05

Sob risco de ser condenado por corrupção no STF, Fernando Collor dribla a Justiça em outro caso delicado. Desde 2017, uma possível irmã dele tenta na Justiça obrigar o senador a fazer teste de DNA para obter os direitos à herança do ex-senador Arnon de Mello. Collor foge das notificações.

Maria Alice, 55 anos, diz que a mãe, assessora de Arnon, engravidou no gabinete e foi demitida pelo pai de Collor. Ela lista os famosos carrões do senador — aqueles apreendidos pela Lava-Jato e que agora podem resultar em condenação no STF — como sinais da “extrema riqueza” do irmão. Já ela vive com 2.000 reais mês.

Publicidade