Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça questiona valores de ações do Banco Panamericano

A diferença nos valores pagos pela Caixapar e pelo BTG são motivos de questionamentos

Por Da Redação 24 abr 2017, 19h12

Na decisão em que autorizou os mais de 40 mandados de busca e apreensão da Operação Conclave, o juiz Vallisney Oliveira questiona a diferença nos valores pagos pela Caixapar e pelo BTG Pactual pelas respectivas participações no Banco Panamericano: R$ 740 milhões e R$ 450 milhões.

A diferença se explica facilmente: a Caixapar comprou sua fatia, em dezembro de 2009, ao preço de R$ 8,27 por ação. Quando o BTG entrou no negócio, em janeiro de 2011, a ação havia desabado para o patamar de R$ 4.

A derrocada, obviamente, se explica pelo rombo de R$ 4,3 bilhões no banco que então pertencia ao Grupo Silvio Santos.

Publicidade