Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Já vai mudar?

Em meio à crise por que passa o PP, o Palácio do Planalto quer tirar Gilberto Occhi do Ministério da Integração Nacional e colocar um peemedebista no lugar. A substituição, que será a segunda troca ministerial de Dilma neste começo do governo, deve terminar de ser costurada na semana que vem. E tem dois objetivos. […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 02h04 - Publicado em 21 fev 2015, 08h01
Occhi: com um pé fora da Integração Nacional

Occhi: com um pé fora da Integração Nacional

Em meio à crise por que passa o PP, o Palácio do Planalto quer tirar Gilberto Occhi do Ministério da Integração Nacional e colocar um peemedebista no lugar.

A substituição, que será a segunda troca ministerial de Dilma neste começo do governo, deve terminar de ser costurada na semana que vem. E tem dois objetivos.

Primeiro, apaziguar a relação com o PMDB, em especial com Eduardo Cunha, seguindo a orientação que Lula deu a Dilma antes do carnaval. Ainda não está certo se o nome que vai para o lugar de Occhi será indicado por Cunha ou pelo PMDB do Senado. Caso prospere a segunda opção, Cunha indicaria um nome para o Turismo.

O segundo objetivo é mandar um recado claro ao rebelde PP e para toda a base: quem tem cargo deve votar com o governo. Senão, está fora.

Continua após a publicidade
Publicidade