Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Itamaraty monta força-tarefa para ida de Ernesto Araújo ao Senado

Diplomatas correm para preparar explicação do ministro das Relações Exteriores sobre ida de secretário de estado dos EUA a Roraima

Por Mariana Muniz Atualizado em 23 set 2020, 08h50 - Publicado em 23 set 2020, 09h33

O anúncio do convite dos senadores para que Ernesto Araújo explique melhor os motivos da ida do secretário de estado norte-americano, Mike Pompeo, a Roraima deu início a uma verdadeira corrida contra o tempo no Itamaraty.

Para preparar o chanceler para o crivo dos integrantes da Comissão de Relações Exteriores do Senado, a burocracia da diplomacia brasileira tirou reuniões da agenda e desde domingo vira madrugadas. Os departamentos estratégicos também já foram acionados.

O objetivo da força-tarefa é preparar o ministro — ele próprio um grande conhecedor do tema Estados Unidos, que serviu à embaixada em Washington — para as justificativas dadas a respeito do possível uso do Brasil como instrumento eleitoreiro na terra do Tio Sam.

Noblesse oblige, Araújo ainda terá que responder sobre outras questões que caíram no radar dos parlamentares, como a pífia presença das mulheres à frente das embaixadas, constatada no mutirão de sabatinas realizado nesta segunda-feira.

Continua após a publicidade
Publicidade