Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Investigadores acessaram mensagens de WhatsApp de blogueiro bolsonarista

O ministro Alexandre de Moraes ordenou a quebra do sigilo do aplicativo

Por Robson Bonin Atualizado em 19 jun 2020, 09h58 - Publicado em 19 jun 2020, 07h07

Durante as buscas ordenadas pelo STF no inquérito dos atos antidemocráticos, nesta semana, os investigadores que bateram na casa do blogueiro Allan dos Santos, unha e carne com Eduardo Bolsonaro — e também investigado por integrar o gabinete do ódio –, localizaram o aplicativo de WhatsApp do bolsonarista ainda aberto no computador.

Sem desligar a máquina, os investigadores da PGR acionaram o relator do caso, Alexandre de Moraes, para que ordenasse a quebra de sigilo, o que foi prontamente deferida. Enquanto os agentes navegavam no material, o aplicativo foi desconectado remotamente, mas as mensagens foram copiadas.

ASSINE VEJA

Acharam o Queiroz. E perto demais Leia nesta edição: como a prisão do ex-policial pode afetar o destino do governo Bolsonaro e, na cobertura sobre Covid-19, a estabilização do número de mortes no Brasil
Clique e Assine
Publicidade