Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Hora de radicalizar 1

Na semana passada, desde que o fantasma do impeachment voltou a rondar o governo, Lula recebeu em seu instituto e conversou com integrantes radicalizados dos movimentos sociais. A ideia é preparar a tropa de choque para brigar pelo governo e denunciar uma suposta “quebra da institucionalidade” ao se tentar tirar Dilma do poder sem uma […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h00 - Publicado em 6 jul 2015, 09h32
Lula convoca a tropa de choque

Lula convoca a tropa de choque

Na semana passada, desde que o fantasma do impeachment voltou a rondar o governo, Lula recebeu em seu instituto e conversou com integrantes radicalizados dos movimentos sociais.

A ideia é preparar a tropa de choque para brigar pelo governo e denunciar uma suposta “quebra da institucionalidade” ao se tentar tirar Dilma do poder sem uma razão jurídica sólida.

Os encontros foram com líderes do MST ligados a José Rainha, ao movimento dos sem-teto e sindicalistas da CUT.

Nas conversas, planeja-se colocar integrantes desses movimentos nas ruas, caso o PSDB e setores do PMDB flertem com a interrupção do mandato de Dilma.

Diz um petista:

– Tem gente que mata ou morre pelo Lula. Se isso acontecer, o Brasil pode virar uma Venezuela.

Continua após a publicidade

Publicidade