Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Grupo coordenado pelo MPF vê uso ilegal de helicópteros para disparos

Condenação à política de Wilson Witzel

Por Ernesto Neves Atualizado em 10 Maio 2019, 13h33 - Publicado em 10 Maio 2019, 13h26

O uso de helicópteros das Polícias Civil e Militar do Rio para atirar em comunidades pobres de forma proativa, e não em legítima defesa, foi considerado ilegal nesta sexta (10) pelo Grupo Interinstitucional de Defesa da Cidadania, com quase 20 integrantes de Ministério Públicos, Defensorias Pública, Ordem dos Advogados do Brasil e organizações da sociedade civil.

Segundo o MPF, “as críticas do uso de helicópteros como “caveirões aéreos” se baseiam na legislação brasileira, no Direito Internacional de Guerra e análises que embasaram uma recente nota técnica da Comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ e uma ação civil pública que a Defensoria Pública (DPRJ) moveu em 2016 para a Justiça proibir essa prática sobre comunidades ou lugares densamente povoados”.

Publicidade