Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo vai leiloar ‘mansão da Dilma’ no Lago Sul — veja valor

Programa da secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União quer arrecadar 420 milhões de reais com imóveis em três estados

Por Robson Bonin - Atualizado em 3 dez 2019, 16h12 - Publicado em 3 dez 2019, 16h03

A Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União lançou nesta semana concorrências públicas para a venda de imóveis da União em São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal.

Ao todo, são seis imóveis que podem ser comercializados, com a expectativa de arrecadação de 420,8 milhões de reais.

No DF, estão à venda três casas no Lago Sul – duas localizadas na QL 12 na Península dos Ministros, com lances mínimos de  6,2 milhões de reais e 6,3 milhões de reais, e uma casa na QI 13, com lance mínimo de 2,7 milhões de reais.

Uma das casas a caminho do leilão ficou conhecida na crônica política de Brasília por abrigar os ministros da Casa Civil nos governos do PT, incluindo Dilma Rousseff, que usava a região — onde também ficam as residências dos presidentes do Senado e da Câmara –, com pistas de caminhada na orla do Lago Paranoá, para caminhar nos tempos de “gerentona do PAC” no governo Lula.

Publicidade

A venda desses ativos faz parte da diretriz de racionalização de bens imobiliários sob gestão da secretaria.

Publicidade