Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo pode inserir PMs na Previdência dos militares das Forças Armadas

Rogério Marinho tem conversado com governadores, quem paga a conta dos policiais

Por Evandro Éboli - 17 set 2019, 09h29

O governo federal avança na possibilidade de inserir os policiais militares na Previdência das Forças Armadas.

O secretário Rogério Marinho tem conversado com os governadores, quem pagam a conta dos policiais, para achar uma fórmula.

Mas vão exigir contrapartida da categoria, que, dos militares, querem apenas a integralidade e paridade, que asseguram os salários da ativa quando forem para a reserva.

O tempo de serviço dos PMs sairiam dos 30 para os 35 anos, como dos milicos, e as alíquotas de contribuição passariam para 9,5% em 2020 e 2021, e para 12% a partir de 2022.

Continua após a publicidade

 

Publicidade