Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

General alvo da PF: “é sinal que eles têm lido o que escrevo”

General Paulo Chagas conversou com o Radar nesta manhã; ele é um dos alvos da operação da PF, em investigação do STF sobre fake news

Por Evandro Éboli 16 abr 2019, 08h20

Alvo de uma ação da Polícia Federal na manhã desta terça, em Brasília, o general Paulo Chagas, que está em Campinas (SP), onde foi visitar o neto, contou ao Radar sobre o episódio. Ele é um dos nomes na lista do ministro Alexandre de Moraes, do STF, no inquérito sobre fake news. O militar já fez críticas ao STF.

“Foi hoje de manhã. Minha filha me ligou: ‘a Polícia Federal está aqui na porta!’. Eu disse: ‘deixa entrar’. Levaram um laptop. Foram muito gentis comigo. O delegado me ligou. Não tenho o que esconder. Sem dúvida tem a ver com as minhas postagens. Já estava esperando. Se não acontecesse é sinal que ninguém dá bola para mim. É sinal que eles têm lido o que escrevo. Me deram recibo” – disse o general Paulo Chagas ao Radar.

O militar é ligado a Jair Bolsonaro e foi candidato ao governo do Distrito Federal com o apoio do hoje presidente da República.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade