Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Flu e Unimed

O vice-presidente de futebol do Fluminense, Sandro Lima, renunciou ao cargo ontem após a ESPN Brasil revelar que ele recebia um salário da Unimed. Pois o presidente do clube, Peter Siemsen, também se beneficia de um contrato com a patrocinadora do clube, mesmo em condições diferentes de Sandro. Sandro prestava assessoria esportiva para a Unimed. […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h25 - Publicado em 11 set 2013, 20h03

Peter: relação com a Unimed até hoje

O vice-presidente de futebol do Fluminense, Sandro Lima, renunciou ao cargo ontem após a ESPN Brasil revelar que ele recebia um salário da Unimed. Pois o presidente do clube, Peter Siemsen, também se beneficia de um contrato com a patrocinadora do clube, mesmo em condições diferentes de Sandro.

Sandro prestava assessoria esportiva para a Unimed. Já o escritório de advocacia em que Peter é um dos sócios presta serviços para a cooperativa em diversos casos – inclusive na sua maior dor de cabeça atualmente, a dívida de 773 milhões de reais de ISS com a prefeitura do Rio de Janeiro (Mais detalhes em Maus lençóis e A Dívida da Unimed).

Peter afirma que o seu escritório presta serviços para a Unimed desde 2004 e que não há conflito de interesses na relação. Apesar de ainda constar no site do Tribunal de Justiça como advogado da empresa, ele afirma que desde que assumiu a presidência do Fluminense se afastou pessoalmente dos processos, deixando o caso nas mãos de outros sócios. No entanto, como Peter ainda tem participação no escritório, acaba se beneficiando até hoje do contrato com a Unimed.

Continua após a publicidade

Publicidade