Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Flordelis consolida bolsonaristas como “maioria” no Conselho de Ética

Aliados de Jair Bolsonaro respondem por 73% das 22 acusações protocoladas nesse colegiado

Por Evandro Éboli Atualizado em 3 set 2020, 13h35 - Publicado em 3 set 2020, 13h23

O inevitável processo que será aberto contra Flordelis no Conselho de Ética consolida esse colegiado como um “espaço” quase que exclusivo de bolsonaristas.

Aliados de Jair Bolsonaro são a grande maioria dos processados no conselho.

Dos 22 casos abertos no Conselho de Ética desde a nova legislatura – incluída já a parlamentar fluminense – 16 envolve gente próxima do presidente da República.

Ou seja, 73%.

Alguns deles respondem mais de um processo, caso de Eduardo Bolsonaro, alvo de 3 representações.

Os outros são Coronel Tadeu (PSL-SP), José Medeiros (Podemos-MT), Carlos Jordy (PSL-RJ), Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), Carla Zambelli (PSL-SP), Filipe Barros (PSL-PR), Daniel Silveira (PSL-RJ), Alê Silva (PSL-MG) e Bibo Nunes (PSL-RS).

ASSINE VEJA

A esperança dos novatos na bolsa Leia nesta edição: a multidão de calouros no mercado de ações, a ‘lista negra’ de Bolsonaro e as fraudes na pandemia
Clique e Assine
Continua após a publicidade
Publicidade