Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Política

Flávio Dino quer colocar a esquerda para conversar

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) assumiu de vez a missão de construir pontes na esquerda brasileira. Nas últimas semanas iniciou uma maratona de conversas com personagens críticos ao governo Bolsonaro – e fez lives com Lula e Ciro Gomes, a convite do PDT.

Como articulador, Dino avalia que a resistência do ex-presidente em se unir a uma “frente ampla” pró-democracia é momentânea.

ASSINE VEJA

Governo Bolsonaro: Sinais de paz Leia nesta edição: a pacificação do Executivo nas relações com o Congresso e ao Supremo, os diferentes números da Covid-19 nos estados brasileiros e novas revelações sobre o caso Queiroz
Clique e Assine

“Eu acredito que agora ele está preocupado em reafirmar o PT no cenário político. É uma fase. O Lula entende que o petismo foi muito atacado. Mas vejo que ele estaria disposto, sim, à união”, disse ao Radar.

O governador maranhense enxerga que seu papel, no momento, é o de tentar colocar todo mundo para conversar e deixar “a agenda do passado” para trás.

Continua após a publicidade

“O ‘novo normal’ da política é que a gente precisa abandonar o passado e pensar no futuro, renunciar às divergências, que são pequenas. A gente que é do mesmo campo político sabe qual é a nossa agenda”, afirma.

LEIA MAIS