Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Fischer nega pedido de Flávio Bolsonaro para anular caso ‘rachadinha’

O julgamento no STJ foi suspenso após pedido de vista de João Otávio de Noronha; Recurso de Queiroz também foi adiado

Por Mariana Muniz Atualizado em 17 nov 2020, 16h03 - Publicado em 17 nov 2020, 15h48

O ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, negou nesta terça-feira os pedidos feitos pela defesa de Flávio Bolsonaro para anular as provas do caso da rachadinha na Alerj. 

O julgamento, contudo, foi suspenso após pedido de vista do ministro João Otávio de Noronha.

Segundo Noronha, ele precisa de mais tempo para ler os memoriais feitos pela defesa do “Zero Um”, só entregues a ele “na semana passada”. “É um caso complexo, que me cabe examinar. Ninguém, nenhum advogado esteve comigo”, disse.

O pedido de Noronha pareceu não agradar muito Fischer — que demonstrou desconforto com a postergação do caso. O relator já havia negado os mesmos pedidos antes, individualmente. A defesa recorreu e levou os pedidos para a apreciação dos demais integrantes da Quinta Turma.

Noronha também pediu vista do habeas corpus de Fabrício Queiroz, que cumpre prisão preventiva em casa desde julho, por decisão do então presidente do STJ.

Continua após a publicidade
Publicidade