Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Fiesp cria comitê de combate ao racismo em parceria com Frente Nacional

Grupo também cobrou Rodrigo Maia e Luiz Fux.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 11 dez 2020, 16h46 - Publicado em 11 dez 2020, 16h32

Três dias após a B3 e o S&P removerem o Carrefour do índice de responsabilidade social em consequência do assassinato de um homem negro numa unidade do supermercado em Porto Alegre, surge outra iniciativa institucional de combate ao racismo. Desta vez é a Fiesp, que se comprometeu a criar um comitê interno em parceria com a Frente Nacional Antirracista. O compromisso foi firmado no final da manhã de hoje, quando representantes da Frente foram recebidos por Paulo Skaf.

A Frente foi fundada no dia 1º de dezembro e, nestes poucos dias, já se reuniu com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do STF, Luiz Fux. O grupo é formado por mais de 600 organizações que têm como objetivos em comum o combate ao racismo estrutural e institucional e a promoção da participação ampla de negros e negras no debate econômico brasileiro. A pauta é abrir interlocução com 100 das maiores empresas brasileiras para defender a criação de comitês contra a discriminação. A Uber foi uma das primeiras a aderir.

Publicidade