Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Festa’ de governadores por chegada da vacina isola ainda mais Bolsonaro

Auxiliares do presidente tentam reverter a situação na qual o próprio governo se colocou, ao atacar a vacina, agora celebrada país afora

Por Robson Bonin Atualizado em 18 jan 2021, 16h17 - Publicado em 18 jan 2021, 16h16

Depois de criticarem a postura de João Doria, que realizou a vacinação simbólica da primeira brasileira imunizada pela CoronaVac em solo nacional, os governadores que já receberam as doses nesta segunda seguiram o mesmo roteiro do governo de São Paulo ao usar as redes para anunciar a “conquista da vacina”.

Com a chegada dos carregamentos aos estados — apesar da nova trapalhada do Ministério da Saúde na organização dos voos, alguns com atrasos –, a tendência é de que Jair Bolsonaro fique ainda mais isolado no desprezo pela vacina, o que preocupa auxiliares do presidente.

A leitura no Planalto é de que o presidente se isolou numa perigosa posição de desdém diante da imunização, contraste que ficará ainda mais evidente com a festa nas redes dos governadores.

Aliado de Bolsonaro, o governador Ronaldo Caiado, por exemplo, anunciou mais cedo o início da vacinação no estado, com direito a imagens dos lotes de vacina no aeroporto.

As doses acabaram de chegar no estado e a vacinação começará em Anápolis, um símbolo do início da luta contra o coronavírus, quando a cidade recebeu brasileiros vindo de Wuhan, foco de origem da pandemia, numa quarentena de 14 dias.

Continua após a publicidade
Publicidade