Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Exposição 2000% maior

Quando o Cessna PR-AFA caiu em Santos com Eduardo Campos a bordo, o então candidato do PSB ainda buscava se fazer conhecer pelos brasileiros. O Twitter é uma amostra disso. Nos sete dias que antecederam o acidente, Campos foi mencionado em 29 642 tweets, 53% menos que Aécio e 90% menos que Dilma. No dia […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h13 - Publicado em 25 ago 2014, 07h02
campos e marina

Marina: mais visibilidade no Twitter

Quando o Cessna PR-AFA caiu em Santos com Eduardo Campos a bordo, o então candidato do PSB ainda buscava se fazer conhecer pelos brasileiros. O Twitter é uma amostra disso. Nos sete dias que antecederam o acidente, Campos foi mencionado em 29 642 tweets, 53% menos que Aécio e 90% menos que Dilma.

No dia do acidente que o vitimou, naturalmente, o nome de Campos tomou conta dos assuntos mais comentados no Twitter e apareceu em 440 000 tweets. A repercussão continuou na semana que sucedeu a morte do pessebista, quando houve mais 240 173 menções a ele. O total, de 680 173 tweets, corresponde a um aumento de 2194% em relação à semana anterior.

Proporcionalmente, depois de Eduardo Campos, Marina Silva foi quem mais aumentou a visibilidade na rede social. A agora candidata foi citada 5 907 vezes na semana anterior e 122 693 vezes na semana após a morte de Campos, um aumento de 1977%. Só no trágico 13 de agosto, Marina foi mencionada em 27 000 tweets.

Continua após a publicidade
Publicidade