Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ex-chanceler critica ‘palanque’ de Bolsonaro para Donald Trump

‘Brasil deve cultivar relações pautadas pela reciprocidade com os Estados Unidos, o que é muito diferente de vassalagem a um presidente-candidato’.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 19 set 2020, 14h39 - Publicado em 19 set 2020, 13h32

O ex-ministro de Relações Exteriores Aloysio Nunes não poupou palavras para criticar a visita do secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo às instalações da Operação Acolhida, em Boa Vista.

“O norte de nossa política externa deve ser o interesse nacional. É o caso de perguntarmos o que nos acrescenta a montagem de um palanque eleitoral para um discurso provocativo de interesse exclusivo de Donald Trump”, disse Nunes nas redes sociais sobre a passagem de Pompeo pelo país na sexta-feira. A Operação Acolhida recebe imigrantes venezuelanos que entram no Brasil por Roraima.

“O Brasil deve cultivar relações positivas, não excludentes, e pautadas pela reciprocidade com os Estados Unidos, o que é muito diferente de vassalagem a um presidente-candidato”, completou.

O presidente da Câmara Rodrigo Maia também criticou a visita de ontem, realizada a menos de dois meses da eleição nos Estados Unidos, e que pode manter no cargo o candidato predileto de Jair Bolsonaro.

Em nota, Maia disse que “a visita do secretário não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa”.

Continua após a publicidade
Publicidade