Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estudo aponta o que o brasileiro espera dos políticos depois da pandemia

Colocar os interesses do país acima da política é característica mais desejada

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 18 mar 2021, 09h44 - Publicado em 18 mar 2021, 14h32

Interesses políticos não devem ser colocados à frente dos interesses do país por líderes políticos, é o que afirmaram 42% dos brasileiros em pesquisa da Ipsos em parceria com The Global Institute for Women´s Leadership sobre o comportamento dos governantes no pós-pandemia. A pesquisa pedia para que os entrevistados pusessem, em ordem de prioridade, as características desejadas em um líder político nos trabalhos de recuperação pós-Covid.

Para 38% dos entrevistados, um líder deveria ser honesto com o público. Tomar decisões certas nas horas certas e agir com rapidez para ajudar as pessoas do país foram características citadas por 27% dos respondentes. Na sequência, entender os problemas do povo e considerar o impacto na economia foram citados por 25%. Os entrevistados podiam escolher até cinco características de 15 disponíveis.

A pesquisa on-line foi realizada com 20.520 entrevistados, sendo mil brasileiros, com idade entre 16 e 74 anos de 28 países. Os dados foram colhidos entre 22 de janeiro e 05 de fevereiro de 2021 e a margem de erro para o Brasil é de 3,5 pontos percentuais.

Publicidade