Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em 2016, Eduardo criticou petistas por slogan adotado por Bolsonaro

Filho do presidente, deputado ironizou a máxima 'o petróleo é nosso' durante discussão sobre o pré-sal

Por Mariana Muniz Atualizado em 22 fev 2021, 14h35 - Publicado em 22 fev 2021, 14h17

A memória das redes sociais não deixa esquecer as mudanças retóricas que a vida dá.

Em 2016, quando a Câmara dos Deputados discutia o fim da participação obrigatória da Petrobras no pré-sal, Eduardo Bolsonaro ironizou deputados do PT pelo slogan “o petróleo é nosso”.

A frase alvo de deboche pelo então deputado de primeiro mandato foi repetida nesta segunda-feira por seu pai, Jair Bolsonaro, em meio à crise gerada pela interferência do Planalto na petroleira. 

À época da discussão sobre o pré-sal, Eduardo Bolsonaro escreveu no Facebook: “PETISTAS GRITAM: “O PETRÓLEO É NOSSO” (???) Nosso de quem?! Parece que nem foi a gestão do PT que permitiu que a petrobrás fosse roubada com o petrolão. Eis aí a crise moral, a inversão de valores. Explorar a atividade econômica é papel da iniciativa privada. Ao estado cabe cobrar tributos e quanto menos atrapalhar os produtores a gerar empregos melhor”.

Agora, o presidente toma pra si a máxima de Getúlio Vargas para justificar as ingerências que desde sexta-feira têm gerado grande instabilidade na estatal. “O petróleo é nosso ou é de um pequeno grupo no Brasil?”, perguntou a apoiadores.

Eduardo Bolsonaro em 2016
Facebook/Reprodução

 

Continua após a publicidade
Publicidade