Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Diretor de escola no Rio sai cinco meses após denúncias de assédio

Em junho, alunas do colégio Santo Inácio relataram assédio por parte de professores

Por Mariana Muniz Atualizado em 17 nov 2020, 15h36 - Publicado em 17 nov 2020, 15h35

Cinco meses após virem à tona denúncias de assédio sexual feitas por alunas contra professores, o tradicional colégio Santo Inácio, no Rio de Janeiro, irá trocar de direção.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira a Companhia de Jesus, mesma ordem do Papa Francisco, anunciou que o mandato do reitor da escola, Padre Ponciano Petri, termina em dezembro. Ele assumirá o comando de uma escola em São Paulo.

O novo reitor da escola, localizada em Botafogo, será o padre Adilson Silva, que toma posse em 11 de dezembro. Ele é o atual dirigente da Casa de Retiros de Itaci, em São Paulo.

Publicidade