Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Desafeto do governo, Frota será o primeiro ouvido na CPMI das Fake News

Comissão começará a ouvir as quase cem pessoas convidadas e convocadas pelos parlamentares.

Por Evandro Éboli Atualizado em 30 jul 2020, 19h22 - Publicado em 24 out 2019, 12h05

Já está pronto o cronograma dos primeiros depoimentos na CPMI das Fake News.

O presidente da comissão, Ângelo Coronel, irá começar com o deputado Alexandre Frota, ex-PSL  e hoje no PSDB.

Será na terça-feira.

Frota, lembrando, saiu atirando contra o governo. Já falou de impulsionamento de notícias mentirosas na campanha de Bolsonaro, que chamou de “jogo sujo”.

Na crise recente do PSL, rebateu declaração de Jair Bolsonaro de que Luciano Bivar está “queimado”.

“Se o Bivar está queimado”, o presidente está carbonizado”.

A segunda a ser ouvida será a ministra Damares Alves, para tratar de notícias falsas sobre promoção a automutilação de crianças e adolescentes, estimuladas em redes sociais.

Daqui a duas semanas, será a vez do o jornalista e blogueiro Allan Santos, do “Terça Livre”.

 

Continua após a publicidade
Publicidade