Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Delator que implicou Temer quer fim de restrições judiciais

Alegações finais foram entregues ao juiz Sergio Moro

Por Ernesto Neves 13 set 2017, 07h34

Nas alegações finais entregues ao juiz Sergio Moro, o ex-executivo da Odebrecht Márcio Faria pede que sejam extintas restrições judiciais como proibição de viagens e o monitoramento eletrônico.

A defesa afirma que os benefícios são justos devido ao acordo de delação premiada firmado entre o engenheiro e o Ministério Público Federal.

Faria também quer ser absolvido no crime de lavagem de dinheiro, e que as penas de corrupção e cartel sejam abrandadas.

Segundo o engenheiro, ele teria participado de uma reunião comandada pelo presidente Michel Temer em São Paulo. No encontro, Faria afirma que foi discutida a “compra do PMDB” por 40 milhões de dólares.

Continua após a publicidade

Publicidade