Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Delator de esquema nos ônibus do Rio pede fim de prisão

Marcelo Traça enviou pedido ao juiz Marcelo Bretas

Por Ernesto Neves 11 jan 2018, 12h41

Responsável por trazer à tona uma série de esquemas de corrupção no setor de transportes do Rio, o ex-presidente do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário do Rio Marcelo Traça Gonçalves pediu para deixar a prisão preventiva. 

Preso desde julho de 2017 por acusação de corrupção ativa, Traça afirma em documento enviado ao juiz Marcelo Bretas que, além de pagar multa, vem prestando todas as obrigações referentes ao acordo de delação premiada.

“… desnecessárias as medidas cautelares pessoais impostas ao Requerente, pois, como colaborador, obrigou-se a cessar sua atividade ilícita e a não se furtar à aplicação da lei penal”, escreveu a defesa de Traça.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade