Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Decisão dificulta cobertura de denúncias contra Flávio’, diz Abraji

Para entidade, quem perde são os eleitores do Rio, que não terão acessos aos dados da investigação

Por Evandro Éboli Atualizado em 4 set 2020, 22h00 - Publicado em 4 set 2020, 22h05

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) também condenou a decisão que proíbe a TV Globo de noticiar as denúncias que envolvem o senador Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas.

Para a entidade, trata-se também de censura prévia inaceitável numa democracia.

“Sobretudo quando o alvo da cobertura jornalística é uma pessoa pública cujo mandato foi outorgado pelo voto, o que lhe traz a obrigação de prestar contas à sociedade. Não tivemos acesso à sentença, mas uma medida como essa exigiria razões excepcionais para se justificar”, afirmou Marcelo Träsel, presidente da Abraji.

Para a associação a decisão da juíza dificulta a cobertura jornalística das graves denúncias contra o senador Flávio Bolsonaro, violando a liberdade de imprensa e o direito à informação.

“Quem perde são os eleitores do Rio de Janeiro e todos os cidadãos, que terão dificuldades para acompanhar o andamento das investigações contra o filho do presidente da República e avaliar se as autoridades estão cumprindo seus deveres”, completa Träsel.

Continua após a publicidade
Publicidade