Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Conferência do clima’ de Barroso reunirá a cúpula política do país no STF

Evento chamado pelo magistrado ocorrerá nos dias 21 e 22 desse mês e terá Mourão, Alcolumbre, Maia, ministros, empresários, ambientalistas...

Por Robson Bonin Atualizado em 3 set 2020, 07h18 - Publicado em 1 set 2020, 08h22

Despacho do ministro Luís Roberto Barroso definiu nesta segunda a longa e importante lista de autoridades que estarão na audiência pública no STF sobre mudanças climáticas e meio ambiente.

Além de representantes de universidades e de entidades da iniciativa privada, o evento terá participações do vice-presidente Hamilton Mourão e dos presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia. Seis ministros do governo também foram convidados: general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), André Mendonça (Justiça), Ricardo Sales (Meio Ambiente), Tereza Cristina (Agricultura) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). Representantes de órgãos governamentais como Ibama e Funai também estarão no evento.

Os debates ocorrerão nos dias 21 e 22 de setembro no âmbito da ADPF 708, apresentada por PT, PSOL, PSB e Rede, que questionam a atuação do governo em relação ao Fundo Nacional sobre Mudanças do Clima (Fundo Clima).

Representantes de universidades e entidades da sociedade civil, como OAB e Instituto Socioambiental, também participarão. Estão na lista atores da iniciativa privada que atuam na área ambiental, como Natura, além de grandes bancos: Itaú, Bradesco e Santander.

O evento ocorrerá de forma presencial na sala da Primeira Turma e obedecerá as medidas de distanciamento social em razão da pandemia de Covid-19. Quem preferir, poderá falar por meio virtual, no formato de videoconferência.

ASSINE VEJA

A esperança dos novatos na bolsa Leia nesta edição: a multidão de calouros no mercado de ações, a ‘lista negra’ de Bolsonaro e as fraudes na pandemia
Clique e Assine
Continua após a publicidade
Publicidade